História: Boeing C-47 Dakota

Nesta artigo do Oficial da Marinha e Modelista Ygor Miranda, veremos um pouco sobre a história do charmoso e poderoso C-47, versão militar do igualmente conhecido Douglas DC-3.   Aqui, você poderá acompanhar um pouco do nascimento e aplicação da aeronave, além de conferir algumas referências de pintura ao longo da matéria. Espero que gostem!

Tudo começou com um acidente com uma aeronave da TWA (Trans World Airlines). Na ocasião, umidade penetrou na madeira que fazia parte da asa do avião em questão, ocasionando o desastre, a partir disso foi proibido o uso de madeira nas asas de aeronaves.

Após esse episódio a Boeing criou o Boeing 247. Mas a sua capacidade de produção deixava a desejar. Para contornar a situação a TWA encomendou a Donald Douglas uma aeronave semelhante ao recém-criado Boeing 247.

Boeing_247_N3977C.jpg

Boeing 247

Depois do sucesso das primeiras versões (DC-1 e 2) veio o DC-3, que foi lançado em dezembro de 1935, tornando-se o modelo preferido da época para companhias de aviação.

Do ponto de vista militar, o C-47 foi um dos melhores aviões já utilizados. As alterações, em sua maioria, foram no sentido do aumento de potência e reforço estrutural para garantir um maior leque de funções disponíveis, indo desde o transporte de paraquedistas até o lançamento de suprimentos.

maxresdefault.jpg

Os britânicos usaram os “Dakotas” em um assalto aero-terrestre no Norte da África em novembro de 1942. Em julho de 1943 cerca de 4000 paraquedistas foram lançados de C-47 na Itália.

Missões mais importantes:

-Operação Overlord (Dia D)

-Operação Market Garden

-Operação Varsity

Paratroopers_Dakota_Groesbeek_OMG1944_BM.jpg

C-47 durante lançamento na Operação Market Garden

Após a guerra os C-47 eram vendidos para as companhias aéreas, sendo que o modelo de sucesso do DC-3 serviu de base para o DC-4, DC-5, DC-6 e DC-7.

Especificações:

Produção: 1936-1953

Comprimento: 19,65 m

Envergadura: 28,96 m

Altura: 5,16 m

Peso: 8 toneladas

Peso máximo de decolagem: 12,2 Toneladas

Motores: 2x PW R-1930-92 TwinWasp ou Wright R-1820 Cyclone 9 series ou Pratt Whitney TwinWasp S1C3G

Velocidade de cruzeiro: 270 Km/h

Velocidade máxima: 381 Km/h

c-47a.jpg

Curiosidades:

– Durante a II Guerra Mundial, um Dakota teve sua asa direita inteiramente destruída por um ataque, quando no solo. Adaptou-se ao mesmo uma asa de DC-2, que era 3,30m menor que a original. O avião voou esplendidamente e os autores da façanha o batizaram de DC-2 ½.

– Durante o conflito, foi oficialmente creditado o abate de um caça inimigo, já que este colidira com o leme direcional do C-47. O caça Nakajima Ki-43 Oscar caiu e o C-47 pousou com segurança. Após rápido reparo, voltou a voar.

13690839_1049874308383725_668289307335565867_nNatural de Fortaleza/CE, Ygor Miranda tem 20 anos e é Aluno Oficial da Marinha Mercante, atualmente em serviço na EFOMM. Amante das histórias de guerra, é modelista e assíduo pesquisador sobre a Segunda Guerra Mundial. Ygor participa do projeto Tom Plasti desde o início do mesmo, três anos atrás.

Em breve, novos artigos de sua autoria aqui serão publicados.

 

Anúncios

Um comentário sobre “História: Boeing C-47 Dakota

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s