MIG-15 Fagot – Plasti Campo de Batalha

IMG_6249Olá pessoal! A partir de hoje iremos publicar as montagens do nosso amigo Fernando Camargo, engenheiro e modelista lá de São Paulo/SP. O Fer é dono do blog Plastimodelismo – Campo de Batalha, e lá publica suas montagens, que na maioria das vezes são na escala 1/72. Confiram o blog do Fernando, está imperdível!

Hoje, vamos trazer uma montagem que ele publicou lá, do seu MIG-15 da Força Aérea da Coréia do Norte. Vamos lá?

Forte, durável e com grande poder de fogo. Peritos de aviação consideram o MiG-15 dos soviéticos um clássico em matéria de caça a jato. O MIG-15 foi concebido em 1946 para atender exigência soviética: um interceptador de alta altitude que abatesse bombardeiros estratégicos. Os ateliês de projetos da Mikoyan-Gurevich (MIG) prepararam uma aeronave de asas enflexadas, usando muitas idéias obtidas dos alemães.

mig15_zpsf649dajf

Não existia motor adequado, até que em 1947 o governo inglês vendeu 25 motores Rolls Royce Nene para a Rússia. Imediatamente via engenharia reversa, copiaram a potente turbina e iniciaram a produção. Todos países aliados à URSS receberam o MIG-15 que ficou em serviço até meados de 1990. Foram construídos cerca de 16.000 exemplares.

mig-15-2_zpsoxej1nth
O armamento básico compreendia de dois canhões NS-23 de 23 mm e um canhão NR-37, todos montados num conjunto destacável. O MiG-15 podia transportar sob as asas tanques encaixados de 250 L; ou em dois cabides, tanques auxiliares de 600 l, ou ainda bombas de 250 kg ou casulos de foguetes.
mig-15-nk-3_zpsi3te34ny
As entregas a VVS (Força Aérea Soviética) começaram em outubro de 1948.

O trabalho apresentado aqui será a representação de um elemento da Força Aérea Norte Coreana, uma aeronave de combate noturna que foi tripulada pelo Major soviético I.P.Galyshevsky

MiG15_North_Korea_1_zpsr98v1mtj.png

O KIT
O kit utilizado é um antigo da marca polonesa KP, em alto relevo, molde antigo (os atuais da marca são melhores). Vamos ao desafio, kit antigo são trabalhosos, porém ao meu ver ajudam a estimular a coordenação e técnicas no hobby.

MONTAGEM

2013-04-07214342_zps4c149d7f

Montagem iniciada pelas asas, e verifiquei que o plastico é um tanto “mole”, ou seja frágil, para quem for montar cuidado no uso do estilete para retirar rebarbas presentes e para tirar da árvore, utilize um alicate apropriado para não danificar as peças.

2013-05-04203436_zpseb4b40dd

Pesquisando, descobri que esses Mig-15 da Coréia do Norte não tinham o famoso “verde-azul” soviético, e sim as cores internas do cockpit e porões de roda eram cinza. Comecei a montar a fuselagem e como todo kit antigo da KP, nunca encaixa direito, fiz um “Dry-Run” para verificar e ja tinha certeza que iria muita massa putty nesse jatinho:

Em seguida colocar o peso para o lastro do kit, caso contrário o mesmo empina depois de pronto, aqui como sempre utilizo chumbo de pesca, e aqui cola de silicone para fixação, cola branca escolar também pode ser utilizada, evite colas do tipo super bonder.
2013-08-11001820-1_zpscd9d2f5c
Na hora de fechar, já era esperado que não encaixaria fácil, além da fresta a banheira (onde fica assento e interior), não tem ponto de fixação e não alinha de jeito nenhum, aÍ tem que ser colado em um dos lados, Como nesta escala faço sempre o canopy fechado, o interior praticamente fica invisível aos olhos de observadores, portanto não é problema, só chato de montar.
Observem a fresta no nariz:
2013-08-11001656-1_zps0cdfb24a
A cola que utilizei foi o JET dental, pois funde o plástico e esse kit antigo precisa de forte fusão entre as peças:

 

Agora, já com cara de MIG, é a hora da funilaria, muita massa putty para tapar as frestas e corrigir a superfície , usei a excelente White Tamiya:

 

Sempre protejo as áreas adjacentes para que a massa não fixe, pois na hora de lixar, pode ocorrer, e ocorre de detalhes serem apagados pela ação abrasiva.

Depois de muita lixa com água, o resultado:

PINTURA

A versão noturna tem a parte inferior na cor preta:

DSC02809_zps1ac4285d

Na parte superior uma tentativa de pré-shading, (meu compressor estava péssimo na ocasião desta montagem), e a primeira cor aplicada, o verde:

Uma observação, a transparência (canopy), não encaixa de jeito nenhum, então a solução foi utilizar cola de transparência própria de plastimodelismo, no caso usei a Testors, e deixei secar bem, para só depois pintar.

Agora a parte mais trabalhosa, o mascaramento  para fazer a camuflagem coreana, utilizei a massinha Prit-Tak, enrolada bem fininha, e com muita paciência e ajuda de palitos de dente, comecei a cobrir o kit e desenhar os traços que queria que fica-se cobertos:

Hora da segunda cor:

 

Resultado:

mig-1_zps449476ac

Tanques de combustível pintados no mesmo padrão, e descascados para fazer efeito de desgaste, muito comum nestas peças devido a troca constante em terra:

2014-03-24011333_zps311aeba3

Após a pintura apliquei a primeira camada de verniz brilhante, para poder aplicar os decais, nesta montagem utilizei a cera líquida Brilho-Fácil. Para aplicar os decais utilizo os produtos da Micro, e pela idade, os mesmos estavam excelentes:

2014-04-02225548_zps74fc7060

Microsol em ação:

2014-04-02230833_zps602572e2

Já com outra cara, e um amigo de fóruns me enviou os númerais para fazer a versão igual ao que existiu:

Decais aplicados, aí vem a segunda camada de verniz brilhante para selar os mesmos, e em seguida o wash, que é a técnica para representar sujeira, e definir as linhas do kit, dando uma aparência mais realista ao modelo, e tirando o aspecto de brinquedo, o qual queremos sempre evitar.

Após seco e retirado o excesso, aplico o verniz fosco, no caso utilizei o em spray da marca Acrilex.

wash_zpsfbd5d093

MODELO FINALIZADO:

Após toda trabalheira, segue o resultado final, a minha câmera não é boa e a iluminação também não, instalei a antena utilizando a chamada linha invisivel de costura pintada de preto e colada com pequenas gostas de cola super bonder.

MIG-15 Fagot, caçador noturno da Força Aérea Popular da Coréia do Norte:

f1f2f3f4f5f6

O kit é bem antigo, tem mais de 20 anos, é alto relevo e não permite que o wash resulte nos efeitos desejados, deu muito trabalho, os decais apesar de bons, são descentralizados, apesar de tudo gostei do resultado, me diverti muito e serviu de experiência.

Abs e até o próximo trabalho.

Sobre o Autor: 

11391230_10153332379942708_3781774712040227480_nEngenheiro e Analista de Infraestrutura de TI e Telecomunicações, Fernando Camargo tem 38 anos, é plastimodelista e pesquisador de assuntos militares.

De bem com a vida e divulgando esse fantástico hobby, Fernando apostou no projeto Tom Plasti desde o início, e é um grande amigo da equipe e em especial do editor Thiago Oliveira.

Anúncios

2 comentários sobre “MIG-15 Fagot – Plasti Campo de Batalha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s