Universo das colas para plastimodelismo

IMG_1121Olá pessoal! Recentemente um amigo do Rio Grande do Sul me perguntou o motivo de eu não ter comentado nada a respeito das colas para o modelismo no meu artigo sobre materiais básicos para começar as montagens. A resposta é: eu queria dedicar um artigo especialmente para este assunto, que é muito extenso.

Então, se você está começando no plastimodelismo, ou já monta, porém ainda tem dúvidas a respeito de colas, espero ajudá-lo com este material.

Como você provavelmente já percebeu, no universo de insumos para plastimodelismo existem centenas de materiais que, basicamente, fazem a mesma coisa, com algumas alterações em sua composição e/ou maneira de aplicar. Com a cola, não é diferente.

Marcas renomadas como Tamiya, Testors, Humbrol e Revell, por exemplo, possuem inúmeras linhas de cimentos para o modelismo, mas o que exatamente difere um do outro? O princípio da cola é fundir o plástico, seja criando uma camada aglutinante entre as duas peças (como as colas mais densas), seja literalmente fundindo (derretendo) e criando uma peça única (como as colas “thin” ou JET). Variações nas embalagens e aplicadores também devem ser levados em consideração. Creio que a melhor maneira de explicarmos tudo isso seja apresentando o produto, então vamos lá.

NOTA: Cada vez que você ver as fotos circulares, clique sobre elas, para ver em tamanho maior e ler a legenda!

Começaremos pelas colas ‘comuns’, mais densas.

Cola TESTORS com bico aplicador:

IMG_1122

Cola Testors com bico aplicador

Queridinha de muitos modelistas, esta cola é acomodada em um tubo com um bico aplicador fino, facilitando a vida do modelista, principalmente nas horas de aplicar a cola em um ponto específico do kit, por exemplo na hora de colar uma pequena peça dentro de uma cabine de um avião.

Este produto custa em média R$ 35 aqui no Brasil. Apesar de ser muito prática, ela necessariamente entope ao final de cada uso, obrigando o modelista a desentupi-la com o arame que a própria Testors já envia junto com a cola. Recomendo, antes de aplicar no kit, testar se o produto está conseguindo sair pelo bico, em um CD velho:

 

Alternativas para esta cola:

 

Cola do tipo bisnaga:

Existem diversas marcas com colas deste tipo. O produto é armazenado em uma bisnaga, geralmente com tampa rosqueável. Para a apresentação, escolhi esta da Revell:

IMG_1131

Cola Contacta de bisnaga

Um dos grandes problemas deste tipo de cola e embalagem, no meu ponto de vista, é a falta de controle na aplicação. Se você aplicar diretamente na peça, irá, muito provavelmente derramar uma quantidade superior à necessária, podendo até estragar a peça, além de desperdiçar o produto (foto abaixo):

IMG_1132-001

Não é recomendado aplicar assim

A solução é depositar uma pequena quantidade de cola no CD e aplicá-la no kit com o auxílio de um palito ou clip. O problema neste caso é que ela seca muito rápido, criando enormes fios, parecidos com aqueles que surgem durante a aplicação de cola quente:

IMG_1137

Cola secou após alguns segundos fora do tubo.

De qualquer maneira, o ideal é aplicar o produto conforme a foto acima, e aos poucos, ir pegando a prática para seu uso. Como a cola da Testors, devemos unir a duas metades da peça após a aplicação da cola nas bordas.

Alternativas para esta cola:

 

Cola Tamiya da tampa laranja:

Essa cola é muito bacana e gosto bastante dela. Agindo da mesma maneira que os produtos acima (você aplica nas junções e une as peças), ela tem a vantagem de contar com um pincel aplicador, preso na tampa. Isso facilita e muito na hora de usar:

IMG_1157.JPG

Para usar é extremamente simples:

Alternativas para esta cola:

 

COLAS QUE AGEM POR CAPILARIDADE:

Agora, iremos falar das colas que são mais líquidas, com consistência semelhante a água. Ao contrário das apresentadas acima, não a aplicamos, para posteriormente unirmos as peças. Primeiro encaixamos tudo, e em seguida, a cola deve ser aplicada nas junções. Este processo é interessante pois elimina os riscos de marcas e manchas de cola, uma vez que o produto escorre pela fresta e funde o plástico, formando uma peça só.

No entanto, tenha cuidado durante o manuseio. Se a cola escorrer pelo seu dedo (que está em contato com a peça), por exemplo, de certo ela irá ficar manchada com suas digitais. Tenha sempre em mente que este tipo de cola literalmente derrete o plástico.

O alerta pode parecer assustador, mas é apenas uma orientação. Colas que agem por capilaridade são excelentes produtos para o plastimodelismo, e ajudam ainda a economizar tempo, massa putty, lixa e principalmente paciência, na hora da funilaria (processo de lixar a massa aplicada ou o próprio kit, a fim de remover imperfeições). Ao pressionar uma peça contra a outra, uma borda de plástico irá saltar para fora da junção.

Após secar, é só lixar, salvando você de aplicar massa putty no local! 🙂

Cola Tamiya Extra Thin:

IMG_1142.JPG

A famosa “Tamiya da tampa verde”. As orientações a seguir são exatamente as mesmas para todas as colas de plastimodelismo que agem por capilaridade, como a “Mr. Cement Deluxe”. A cola “Limonine Cement”, da Tamiya, tem exatamente a mesma característica, a única diferença, como o nome sugere, é que ela tem aroma de limão, tornando-se mais agradável. Eu particularmente, com excessão ao JET, não tenho problema com o aroma de nenhuma cola. Se tratando das Extra Thin, eu até gosto, pois o cheiro é suave e lembra o de solução de acetona. 🙂

O pote também vem com um pincel aplicador, e como podemos ver, o conteúdo até parece água:

IMG_1144

A diferença é notória na aplicação:

Você irá perceber que a cola é muito mais agradável de se trabalhar, principalmente em grandes áreas. Após secar por alguns minutos, basta lixar. Na maioria dos casos, lugares que iriam necessitar de massa putty acabam corrigidos apenas com o uso desta cola. O segredo é apertar bem uma peça contra a outra.

Alternativas para este produto:

 

JET – Acrílico Autopolimerizante:

IMG_1151.JPG

Muito provavelmente você já ouviu falar do JET. O produto, encontrado em lojas de produtos odontológicos, é uma excelente alternativa para as colas Thinn. É barato, vem em grande quantidade, tem a mesma consistência, e age de maneira até mais potente do que as outras colas. Seu grande inconveniente é o cheiro, um tanto forte. Porém, após alguns dias, você acaba acostumando.

O Jet é utilizado por dentistas para a construção de próteses. Ele é encontrado em duas versões, pó e líquido. Utilizaremos a segunda opção, sempre.

Para aplicar, é bem simples:

DICA: O poder destrutivo do JET não pode ser subestimado. Ele literalmente ‘come’ tudo o que vê pela frente. Plásticos, em sua maioria, são destruídos se expostos de maneira incorreta ao produto. Curiosamente, tintas também!

Use-o para a limpeza dos seus pincéis! Ficarão como novos!

Cianoacrilato (super cola):

IMG_1173

O famoso Super Bonder. Apesar de ter mil e uma utilidades, as super colas são um tanto mal vistas no hobby. Além de não permitirem muito controle na aplicação, costumam esbranquiçar as peças. Se um canopy for exposto ao produto, por exemplo, ficará completamente fosco, apesar de alguns modelistas conseguirem usar tranquilamente, em pequenas quantidades, eu não recomendo, pois é muito arriscado.

Recomendo a super cola para duas funções no modelismo:

1- Funilaria – Ao invés de massa putty, utilizamos uma fina camada de cianoacrilato na fenda. Após secar, basta lixar bem. Mais adiante, irei mostrar isso detalhadamente.

2- Colar peças que precisam ficar firmes e imóveis quase que instantaneamente – De que peças estamos falando? De trens de pouso, cargas em geral (mísseis, tanques, bombas, etc), portas e até mesmo antenas. Observe alguns exemplos abaixo:

Apesar de o primeiro nome que vem na cabeça ao pensar em supercolas ser o Super-Bonder, recomendo uma visita à uma loja de materiais para construção. Lá, produtos como o da foto abaixo, com uma quantidade bem maior, custam pouco mais de R$ 4, contra no mínimo R$5 de um superbonder, com quase 15g a menos.

capa_Prod_Tekbond_Capa_Cianoacrilato

Opção alternativa e barata.

Outro ponto importante em destacar é que o cianoacrilato não funde o plástico, criando apenas uma película entre as duas peças. Com fortes impactos, ele pode acabar se rachando, abrindo a peça ao meio. Este episódio pode ocorrer sem maiores motivos, após alguns anos de aplicação. Por esta razão, não recomendamos o uso deste tipo de cola para a junção de outras peças do seu kit.

Pensa só, seu modelo finalizado na estante, literalmente abrindo ao meio de uma hora pra outra?

Alternativas para esta cola:

 

Produtos para colar canopy:

cccc.jpg

Canopyes e peças acrílicas em geral sempre são um certo problema na hora de colar. Independente de cianoacrilato ou uma cola específica para este tipo de peça, se você a aplicar de maneira errada (em excesso, por exemplo), a peça irá ficar manchada. O segredo é aplicar com cuidado, em poucas quantidades, e deixar secar bem.

Eu utilizo a “cola para lantejoulas” da Acrilex, e sempre deu certo. O canopy fica bem firme, e sem mancha alguma. Cola de PVA, cola de isopor, JET (em pequenas quantidades) também são alternativas para este tipo de aplicação.

Abaixo, alguns produtos próprios para o hobby, com esta finalidade:

 

Basicamente é isso, pessoal! Existem inúmeras outras colas, como as epóxi, as colas em tubo tipo caneta, entre outras, que são mais difíceis ou de usarmos ou até mesmo de encontrarmos, portanto, destaquei apenas os produtos mais acessíveis, e suas alternativas.

Ficou faltando alguma coisa? Pode me escrever que nós iremos corrigir! Me envie um e-mail para tomplastibr@gmail.com

Espero que tenham gostado, e que o conteúdo tenha sido útil, principalmente a você que está começando no plastimodelismo. Um grande abraço!

Anúncios

5 comentários sobre “Universo das colas para plastimodelismo

  1. Pingback: MIG-15 Fagot – Plasti Campo de Batalha « Tom Plasti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s